Destaque

PERRY E O SEU CONTRIBUTO PARA A MÚSICA ELETRÓNICA

PERRY E O SEU CONTRIBUTO PARA A MÚSICA ELETRÓNICA

Um mês depois da morte de um dos pioneiros da música electrónica, resolvemos compreender o começo da música eletrónica.

Jean-Jacques Perry é conhecido como um dos primeiros artistas na Europa a trabalhar com instrumentos eletrónicos.  O compositor francês estava a estudar medicina quando conheceu George Jenny, o inventor da ondioline (instrumento electrónico capaz de produzir e reproduzir uma variedade de sons).



Perry ficou de tal forma fascinado com a versatilidade do instrumento que desistiu do curso de medicina e mudou-se para Nova York. Num laboratório experimental, Perry foi inventando um novo processo para gerar ritmos. Acrescentou aos sons ambientais da musique concerte, sons eletrónicos.

Em 1965, conheceu o músico alemão Gershon Kingsley. Juntos, para além de dois álbuns [The In Sound From Way Out (1966) e Kaleidoscopic Vibrations (1967)], colaboraram na sonorização de avisos para a rádio e televisão. Assim, dava-se um importante passo de valorização da música electrónica. A qual, durante anos tinha o rótulo de “mais tecnológica do que estética”.

Uma prova de que a música electrónica estava a se torna mais estética é a utilização da composição Baroque Hoedown de Perry-Kingsley na Main Street Electrical Parade na Disneyland, em 1972.



Anos mais tarde, Jean-Jacques Perry volta para França, onde acaba por falecer a 4 de novembro de 2016, vítima de um cancro no pulmão.

Partilha com os teus amigos...
Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0

Daniela Duarte

Dezembro 2nd, 2016

No Comments

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CLOSE
CLOSE